Grande apoio para a floresta em Portugal

28-07-2014 09:56

O sector florestal é de especial importância para o nosso país, sendo, dentro do ramo agrícola, aquele que apresenta o melhor resultado da balança comercial com outros países, tendo registado, em 2013, um saldo positivo de 2,5 milhões de euros.

Não é portanto de estranhar que o Ministério da Agricultura tenha especial atenção para o mesmo, pelo que o Secretário de Estado Francisco Gomes da Silva anunciou, recentemente, um aumento de incentivos no montante de 140 milhões de euros no novo plano estratégico, um valor de 540 milhões de euros dentro do quadro comunitário de apoio 2014-2020.

Foi, também, salientado que todo o processo será simplificado e abrirá novas oportunidades de desenvolvimento e modernização do sector.

O financiamento desta medida será feito através do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural e do orçamento de estado.

Neste momento não está em causa o aumento da área de eucalipto, que atinge 800.000 hectares, mas sim o desenvolvimento de outras espécies.

Isto não quer dizer que o governo não esteja muito atento ao eucalipto e, apesar de não se prever um aumento das áreas, pretende-se aumentar a produtividade das mesmas.

A pasta de papel foi, em 2013, a maior exportação do sector florestal, ultrapassando pela primeira vez, em termos de balança comercial, a cortiça.

Outro sector a ter em atenção é o da melhoria do montado de sobro, de modo a garantir a qualidade da cortiça e, assim, mantermos o estatuto de primeiro produtor mundial.

por Agroinfo.pt